Postagens Recomendadas

Aqui está nossa recomendação pessoal para você!

Review PS1/PSP/PSN:Castlevania Symphony of the Night

 "Die, Monster! You don't belong in this world!"




Ahh...Castlevania: Symphony of the Night. O Mito, O Homem(?), A Lenda. Um dos grandes clássicos do Playstation 1, junto com outros grandes nomes de peso, como a série Tony Hawk Pro Skater, Final Fantasy VII, Crash Bandicoot e Hello Kitty's Cube Frenzy, é um dos jogos lendários e indispensáveis para quem teve um PS1.

Eu infelizmente nunca joguei o jogo até agora em 2018, por n motivos.

Dica  Motivo número 1: É um país da Europa. Eu nunca tive um PS1.
Motivo número 2: Eu tive um PS2, mas eu nunca encontrei o jogo à venda nos camelôs.
Motivo número n: Embora eu tivesse um PC potente o bastante para o serviço até por volta de 2014, eu nunca realmente me interessei em testar o jogo.

Em verdade eu digo, poucos jogos de PS1 realmente me chamam a atenção. Se eu pudesse, daria uma chance para a série Touge Max por eu ser um entusiasta assumido do AE86 (Versão Trueno, GT-APEX) e de corridas de Touge em geral, jogaria Megaman X4, X5 e X6 e finalmente tiraria o atraso de quem teve que se ver restrito a re-jogar X1, X2 e X3, em emuladores de Super Nintendo, de novo e de novo por não ter um pc potente para poder emular os outros jogos da série e nunca ter encontrado o Megaman X Collection nos camelôs da vida para o PS2, e terminaria meu tour com Final Fantasy VII, já sabendo a trama toda e até quem morre e quem não morre, só para poder ver de perto o motivo de tantas pessoas amarem esse jogo.

Talvez a culpa disso seja o fato de que o PS1 foi lançado em 1994, e eu nasci em 1999. O PS1 já tinha uns 5 anos de existência. O máximo que cheguei a ter um PS1 foi quando eu tive um Polystation. Cheguei a ficar maravilhado quando vi um PS1, e comecei a pensar que existiam duas versões de Polystation, uma que tinha entrada pra DVD, que era rara, e uma que tinha entrada pra cartucho, que era mais comum.
Ai de mim...

Infelizmente apaguei os posts mais antigos provando isso, mas eu sou um fã de castlevania. Isso é visível até no meu twitter, que é @BelmontBrenno, de tanto que eu sou fã.Joguei os 3 primeiros de NES (e zerei o I e o II), joguei e zerei o Super Castlevania IV de SNES (2 vezes) e quase zerei o Castlevania Dracula X. Também me diverti no Harmony of Dissonance e o Aria of Sorrow no GBA, embora não cheguei a zerar. Mas aí vocês se perguntam: "ENTÃO O QUE TE IMPEDIU DE JOGAR CASTLEVANIA SOTN?!"
E eu respondo: "RESPONDI ALI EM CIMA NO POST PORRAAAAA"

Cortando papo, eu nunca realmente me interessei em jogar SOTN, até que eu vi o quanto um monte de gente adorava o jogo. E o quanto todo mundo me recomendava o jogo. E o quanto SOTN é amado por uma puta parcela de brasileiros com mais de 25 anos.

O estopim surgiu quando comecei a jogar Castlevania Dracula X Chronicles (Que talvez eu fale sobre futuramente?) e descobri que tinha como desbloquear esse jogo para ser jogado. Corri e resolvi desbloquear SOTN e depois ignorei Dracula X Chronicles completamente. Mas tinha um problema! Meu computador é muito fraco e o emulador não tava aguentando o tranco de emular SOTN enquanto emulava um jogo de PSP.

Sem mais escolhas, resolvi comprar logo a versão PSOne Classics para o meu PS3 sem saber que eu poderia ter comprado o disco em si de Playstation que o PS3 lê tranquilamente. Sério, testem em casa. O PS3 perdeu a retrocompatibilidade com o PS2 pela remoção de um chip específico, mas ele nunca perdeu a capacidade de rodar jogos de PS1.
Embora estou feliz que não o fiz, enquanto montava esse post eu descobri que o disco original está custando os olhos da cara e um pouco mais. Horrível.

Muito bem, vamos ao que interessa e talvez colocar a primeira foto desse artigo. Como é esse bagulho aí?



E essa é a primeira tela do jogo em si. 
De início, somos recebidos por uma belíssima tela com o título do jogo em branco. E assim que aperta start, o bagulho começa a ficar estranho.


Nem ta bizarro.
Nada mais convidativo do que ver uma foto do BAFOMÉ enquanto uma voz do além canta o nome do Alucard em japonês em um tom gregoriano. (Sério, se prestarem atenção, o cântico sai "A-Ru-Ka-Do")

De imediato você cria seu char, provavelmente bota seu nome e se prepara para jogar. Tudo isso enquanto o BAFOMÉ lá atrás fica te olhando e os cânticos do além continuam chamando o Alucard pra levar sua alma.


É interessante a fonte que se utiliza no menu. Tem um tom meio arcaico, e é semelhante á fonte encontrada em cartas e mapas antigos do século 18.  Até a tela de escolha de nome usa ela:
Sim, eu personalizei o meu nome especialmente para essa ocasião. E essa vai ser a única foto de minha autoria nesse post.
Inclusive, tem diferentes truques para com essa tela. Se você botar "Richter" quando criar um novo jogo após ter zerado o jogo com mais de 170% do castelo liberado, você começa o Modo Richter, em que você tem total liberdade para explorar o castelo todo até o segundo castelo e derrotar o Shaft. O Verdadeiro Drácula não é possível de derrotar  nesse modo, e nem seria possível, o Richter é fudidamente fraco demais para o serviço, comprovado com códigos de Action Replay.
Já se você colocar " X-X!V''Q " (sem a necessidade de ter zerado o jogo antes, ao contrário do que afirmam outras fontes) é possível começar o Luck mode, em que Alucard fica extremamente fraco com vários stats reduzidos, mas com uma sorte de 99. É com esse modo que é possível você realizar o glitch de burlar a morte e manter todo o equipamento original de Alucard (Alucard Sword, Alucard Shield, Alucard Mail, Cape of Twilight, Necklace of J...), já que com a defesa fraca, encostar em um inimigo dá um dano e um recoil ENORME que permite o Alucard passar direto pela Morte. (O que efetivamente te deixa a criatura mais super poderosa durante toda a gameplay, embora ao custo de não ver um dos diálogos do jogo), e se você simplesmente não por nome nenhum, o jogo automaticamente coloca seu nome como "Alucard"

Pois bem, o que acontece de legal aqui, exatamente?

O jogo inicia na última fase de Castlevania: Rondo of Blood, com Richter Belmont indo quebrar o Drácula na porrada. Inclusive, Castlevania: Symphony of the Night tem a lua mais bipolar que eu já vi, sendo cheia na Outer Wall e em Olrox Quarters, e crescente em Castle Keep. Inclusive, é possível você morrer para o Drácula como Richter. Se você perder, Maria (uma vampire huntress amiga de Richter) simplesmente aparece do nada e chama ajuda dos CAVALEIROS DO ZODÍACO e dá poder ao Richter, o tornando invencível.

E somente após a derrota do Cramun...Err...Dracula, você começa o jogo de verdade. Em um gigantesco castelo. Com um (na maioria dos casos) "vampiro" sem qualquer equip, pq a porra da morte te rouba seus equips.

Symphony of the night na verdade tem o mérito de ter tirado a franquia Castlevania do limbo, que já estava realmente morrendo, e de quebra ter criado um gênero novo de jogos, o chamado "MetroidVania", que incorpora elementos de Metroid (como um mapa gigantesco que precisa de mais habilidades coletadas para ser explorado por completo) com Castlevania (eu ainda estou estudando exatamente quais aspectos de Castlevania são inseridos no game. Quase 100% de certeza que o aspecto são os esqueletos.  Nah, é um elemento de RPG que adcionaram ao jogo, misturando RPG comum com plataforma e outros mil elementos aí).

Basicamente, funciona assim:
Você começa, explora tudo que dá pra explorar, exceto áreas muito altas, muito baixas, que tenham grades, que tenha muita água ou que esteja trancada com uma porta azul. Depois de matar bosses ou de quebrar tudo quanto é parede, eventualmente você vai desbloquear habilidades para poder ir liberando mais partes do mapa até completar 100% do mapa. Essencialmente, o jogo todo é muito curto, podendo-se completar 200.6% do mapa(o máximo permitido sem uso de cheats) em menos de 6 horas, com a prática. Eu mesmo demorei exatas 11 horas, 57 minutos e 57 segundos para zerar o jogo com 192% do mapa desbloqueado, e isso pq uma hora eu desisti e fiquei com um mapa na internet do lado, após passar tipo 130% do jogo. Tanto que a ideia de juntar um save com 99 horas, 59 minutos e 59 segundos de jogo é uma loucura (O que na verdade é o equivalente a pouco mais do que 4 dias), principalmente quando todos os bosses morreram e tudo o que você pode fazer é brutalmente destruir os pobres inimigos baixos ao redor dos castelos.

Bem, vamos ao que interessa.

1-JOGABILIDADE

Maneira.

2-HISTÓRIA

Show.

3-MÚSICA

Marcante.

4-NOTA FINAL

10/10.

Até a próxima e obrigado por terem lido!

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Ta bem, eu vou elaborar mais nisso. Desculpa.


1-JOGABILIDADE

Sendo o primeiro de seu gênero, ele introduz muito, mas tem pouco se comparado aos jogos de hoje em dia. Alucard pode dar um pequeno dash pra trás apertando triângulo (não tão eficaz quanto o deslize de Richter com baixo, frente e X, que inclusive pode virar um chute voador com um segundo apertar do X.), ao apertar quadrado ou O, Alucard faz qualquer ação que esteja equipada em uma das suas mãos, como atirar armas, cortar com espadas ou machados, levantar escudos, ou, em caso de estar desarmado ou com alguma luva especial, descer a porrada em meio mundo de monstro como o cabra-macho que ele é.
Uma coisa interessante dos escudos é que, se eles não segurarem completamente o dano, eles saem voando. Isso me fez pensar que os escudos eram consumíveis e morri de besta para um boss pq não dei mais block pq o escudo que eu tava usando saiu voando. Pensei "FUDEU, TO SEM ESCUDO" e fui direto na peia mesmo e morri.

Não só isso, como também apertando X, Alucard pode pular, e várias relíquias aumentam as habilidades do Alucard, o concedendo habilidades de pulo duplo, ou de se transformar em Lobo (apertando R1), Névoa (L1) ou Morcego (R2), além de poder realizar magias ao realizar combinações como as encontradas em jogos de luta.

Alá as magias do jogo que bonitas.
Inclusive, tendo o MP e feito os movimentos, já é o bastante para fazer a magia e ela entrar na sua lista, então se você está começando o jogo agora, pode usar esse quadro de referência!

As 5 primeiras magias podem ser feitas desde o começo, e as 3 últimas têm requisitos especiais.
Summon Spirit e Tetra Spirit invocam 1 ou 4 orbes (dependendo de qual é usado), que atacam os inimigos na tela. Hellfire é a clássica magia do drácula de se teleportar e jogar 3 bolas de fogo no adversário usando a capa (Alucard fica invisível e invencível durante o teleporte), podendo segurar o botão pra cima após o Alucard reaparecer para lançar a variação Inferno (duas enormes bolas de fogo negras saem disparado ao invés de só 3 bolas de fogo), Dark Metamorphosis abre um estado tal que toda vez que algum inimigo sangrar e o sangue pegar no sprite do Alucard, ele ganha 8 de HP pra cada gota de sangue, e Soul Steal simplesmente puxa o HP de TODOS os inimigos da tela(incluindo chefes!) e curam o Alucard em 8 HP por hit. Curiosidamente, somente Soul Steal e Dark Metamorphosis têm audio clips de Alucard falando quando realizados. Já as 3 últimas, Wing Smash, Wolf Charge e Sword Brothers apenas podem ser feitas em certa circunstâncias. Wing Smash pode ser feito a partir do momento que você tem acesso á forma de morcego e serve para dar um dash enorme, podendo ser re-feito o comando de novo e de novo, ao fim do qual, Alucard retorna da forma de morcego para a forma "humana", Wolf Charge é necessário a Skill of Wolf e consiste em uma corrida energizada que causa dano a todos os inimigos que entrarem em contato com Alucard nesse período, e Sword Brothers requer o Sword familiar para poder utilizar, em que o sword familiar simplesmente dá um ataque devastador que danifica todos os inimigos no cenário.

Uma pá de habilidades, um sistema de progressão visível, e um jeito divertido de jogar tornam o jogo incrivelmente viciante. Inclusive, hoje, dia 26 de outubro de 2018, era para esse post ter sido lançado á meia noite, mas eu fiquei vacilando no dia 22, e de novo hoje, pois eu inventei de jogar um pouco e fiquei "enfeitiçado". Confesso que esse foi o primeiro jogo em um bom tempo que eu joguei justamente por ele ser divertido, dinâmico e empolgante.
Quem não ficou petrificado quando percebeu que, sem querer, com pouco HP, MP se recuperando ainda e sem qualquer aviso, entrou em uma sala de chefe e pensou "tudo bem, aceito seu desafio"?
Ou então destroçou corredores inteiros de inimigos de novo e de novo buscando uma arma em específico?
Esse é o primeiro jogo em estilo metroidvania que eu termino, e em menos de 2 dias, inclusive. A jogabilidade realmente estava ótima e envelheceu muito bem, mesmo após (pasmem) 20 anos, muito embora o jogo em si seja muito fácil. A magia do Alucard Shield (ativada juntando Alucard Shield com Shield Rod) é tão potente que drena 50k de HP em menos de 2 minutos. Sério, é a forma mais rápida e eficiente de derrotar Galamoth. Eu nem cheguei a ver o rosto do chefe na minha primeira jogatina.

Por ser o primeiro, é também repleto de bugs, glitches ou puramente erros que os programadores não esperavam existir, ou discrepâncias absurdas. Há pelo menos 3 glitches que podem ser desencadeados com a magia Sword Brothers, sendo um deles o de dinheiro infinito, sem precisar me lembrar do glitch da morte, e como discrepâncias posso citar o fato de que Galamoth é o boss mais ferrado de todo o jogo com 50 mil hp, 5x mais do que o HP do boss final (A forma final de drácula tem apenas 10 mil HP), ou de que o ataque mais poderoso do jogo todo não é do Drácula em sua forma final, mas sim do Nova Skeleton, que é um esqueleto verde que dispara kamehamehas pelo pinto, ou a magia shield rod + alucard shield ser a coisa mais apelona do jogo, já que ao utilizar o escudo, você causa danos ABSURDOS em qualquer oponente, absorvendo também corações e vida no processo, te tornando praticamente invencível.

Tenham medo. Tenham MUITO medo.


2-HISTÓRIA

Aqui que as coisas começam a ficar levemente complicadas. A história original é boa, em que Richter Belmont, como sua mãe mandou quando ele ainda era criança, destruiu Drácula e o seu castelo, em 1792. 4 anos depois, em 1796, Richter misteriosamente sumiu, e o castelo de Drácula, o famigerado Castlevania, novamente ressurgiu. Maria Renard, que ajudou Richter no último combate, sabe que descobrirá o paradeiro de Richter se começar a investigar o Castelo. Ao mesmo tempo, Alucard, o filho do Drácula, acorda de seu sono em que ele na verdade havia se selado por amaldiçoar o sangue em suas veias. Chegando no Castelo, Alucard se encontra com Maria algumas vezes e eventualmente até salva Richter da maldição de Shaft, e eventualmente mata tanto Shaft quando Drácula, salvando o dia.

UMA PENA QUE A DUBLAGEM AMERICANA DO JOGO CAGOU EM CIMA DISSO.

Eu vou traduzir pra vocês, com fonte no script de symphony of the night tirado direto da wikia, o diálogo do jogo.

Versão japonesa:

Richter: Drácula! Morra agora, e deixe este mundo! Você nunca vai pertencer aqui!
Drácula:Ah, mas esse mundo me convidou. A sua própria raça me chamou aqui, com alta pompa e elogios.
Richter: Pompa? Você é um ladrão, e rouba as almas das pessoas, sua liberdade...
Drácula:A liberdade é sempre sacrificada pela fé, caro caçador. Ou será que seu motivo para vir aqui é realmente seu?
Richter:Meu único motivo para estar aqui é para te derrotar. Pro inferno com a sua heresia! Você não é nada além de uma mancha para a Humanidade.
Drácula:Pfft! Humanidade. Um poço de ódio e mentiras. Lute por eles, então, e morra por seus pecados!

Top, bonito e elegante. MAS O QUE A VERSÃO AMERICANA FAZ? ISSO:

Richter: Morra, monstro. Você não pertence a esse mundo!
Drácula:Ah, mas não foi por minha mão que eu mais uma vez tenho corpo. Eu fui chamado aqui por humanos que desejavam me prestar homenagem....
Richter: Homenagem?! Você é um ladrão, que rouba as almas das pessoas e as transforma em seus escravos!
Drácula:Talvez o mesmo possa ser dito de todas as religiões...
Richter:Suas palavras são tão vazias quanto a sua alma! A Humanidade mal precisa de um salvador como você!
Drácula:Pfft! O que é um homem? Uma pilha miserável de segredos. Mas chega de papo. Lute!



Eu sinto suas dores. Não tem problema em se sentirem enganados.
Inclusive, na versão de Drácula X Chronicles, a tradução mais adaptada foi usada, e tomaram o cuidado de trazer as vozes originais que atuaram na versão do PS1.
No geral, a história é meio rasa, se for considerar as coisas:
Richter vai quebrar o Drácula no pau como deveria pela honra da familia.
Dá merda.
Alucard vai lá e conserta tudo
Fim.

Se levar em conta que é um jogo de PS1 de disco único e que nem sequer era um JRPG, era um platformer, não se pode requerer muito da história do jogo.

3-MÚSICA.

Esse aqui é o segundo carro-chefe do jogo. Por ter sido lançado no CD, a qualidade não só gráfica, como também sonora, aumentou e muito. Como o jogo é muito compacto, não tem nenhuma música em específico que vá grudar, embora a maioria das pessoas vá se lembrar com carinho justamente da música "Dracula's Castle" :


Outros grandes clássicos do jogo incluem a música high-beat que se toca no prólogo, chamada...
Bem...
Prologue:


Ou até mesmo The Tragic Prince, que cairia bem em filmes mais antigos do drácula, também:

As músicas do jogo são muito bem orquestradas, organizadas e adcionam MUITO ao clima do jogo, tendo músicas certas para tocar na capela, na livraria, etc, etc.
Não tem muito o que se extender aqui, exceto que as músicas dão um toque a mais no tom do jogo.

4-NOTA FINAL
Bem, finalmente terminei mais um post. E como os leitores assíduos (vocês existem?) estão cientes, um jogo tem que ser ou MUITO bom pra me trazer de volta, ou muito ruim.

Em verdade, SOTN é sim muito bom. Se vocês tiverem a chance de comprar a versão que saiu para o PS4 agora, comprem. Ele é bem divertido, recompensa bastante quem é curioso (O que foi meu caso), e é capaz de entreter vocês por dias a fio até finalmente enjoar. Não cheguei a falar de chefes, o sistema de familiares, o sistema de equip em si, salas secretas, etc, etc, pq se eu quebrar o jogo no meio completamente pra vocês, não sobra mais nada pra vocês jogarem depois, não é?


Nota final: 10.

Gráficos sólidos, jogabilidade divertida, chefes desafiadores (até um certo ponto), e um divertido sistema de exploração de um castelo tão bem desenhado que funciona até de cabeça pra baixo? Estava pedindo a nota 10.

Eu pretendo voltar com o detonado de Pokémon Yellow futuramente assim que bater as férias, eu garanto que até o final de 2019 nós vamos chegar ao fim da liga, juntos. Até a próxima!


EDIT

Alguns de vocês vão se perguntar o motivo de eu não ter falado necas de pitibiribas sobre a versão de Saturn.
Então
É pq eu não quero.
Até logo!



Eu sinceramente não considero a versão de Saturn. Foi o pior port, deu um downgrade no jogo de forma horrível, e a versão de Saturn nem sequer saiu do Japão. Duas áreas que não adcionam nada ao game não valem a pena a perda do visual transparente (efetivamente estragando o visual de água de uma parte do jogo, estragando o visual de uma capa em específico, e até mesmo deixando a transformação da névoa meio zoada), fora alguns inimigos menores que no fim das contas não são lá essa coca-cola toda, e os 2 familiars que foram incluídos eventualmente chegariam nas nossas mãos na versão DXC. Então, é.
Sem versão de Saturn pra vocês.

Initial D Street Stage : The Game we should’ve gotten


EYYYYY, WHAT’S UP EVERYBODY?! Been a while! Yep, this post is in English for a change! And you know what that means, a new author! I am Cj, friend of Adal, remember? Has said I’d be showing up. I’ll be posting some English translations and posting some of my own reviews! Today, it’s the latter. Remember back when Adal reviewed that God-awful game, Initial D Mountain Vengeance? Well today, we’re looking at a game that does a complete 180 of that! That’s right, today, we’ll be looking at…

Figure 1.0
(Mm, dat already looks guud)

Review Pc: Initial D: Mountain Vengeance.




DEJA VU CARAI
Eeeee ESTAMOS DE VOLTA APÓS UM LONGO HIATO!
E bota longo nisso. Tipo. Muito longo.
Mas após muito pensar, decidi que o blog vai tomar um novo rumo: Tratarei exclusivamente de jogos pré-2010. E nesse meio tempo que eu fiquei fora, eu me apaixonei por Initial D.
Buscando por jogos de Initial D pela internet a fora (e também baixando jogos que tenham o AE86 neles ou até mesmo usando mods, como modificar o ZR-350 do GTA San Andreas pelo AE86 Trueno) eu encontrei o que talvez possa ser o único jogo de Initial D que foi lançado em inglês.
Bem, parece que um dos jogos de Arcade também tem uma versão em inglês, mas esse é o único para PC. Muito embora a fandom seja unânime quanto esse assunto: Mountain Vengeance NÃO é um verdadeiro jogo de Initial D.

Sim, vamos voltar.

Se alguém andou dando um pulo na postagem de saint seiya online, notou que eu fiz um update geral na página, ajeitando tudo para caber no layout do blog, correto? Fiz umas modificações no post hoje (dia 18), e sim, eu  pretendo voltar com o blog. O Enem acabou, mas eu tenho outras obrigações agora. Mesmo assim, eu posso encaixar o blog de novo.
Animem-se, cavaleiros, digimon tamers, e por que não, guerreiros de dragon ball? Vamos focar nos MMO por enquanto, esperem muito em breve um tutorial sobre as 3 maneiras de conseguir armadura de ouro no saint seiya online!
Quem joga no server chinês vai manjar daquele icone ali.Estamos voltando.

CALL IT OFF! CALL IT OFF!

Olá, gamers atômicos! Como estão? Tranquilos?

Poisé, vim aqui falar um negócio sobre o blog.
Chato né, só volto a falar depois de um tempo, e é ainda pra dar uma noticia chata....
Eu tive que formatar meu pc. Perdi tudo. Poisé.
Eu não tenho mais toda aquela vontade de continuar blogando. Então...
Blog parado até segunda ordem. Pode passar o martelo juiz.... Eu não sei se volto...

http://objection.mrdictionary.net/go.php?n=8294751

OBJECTION! Phoenix Wright: Ace Attorney: Spirit of Justice chega aos nosso 3DS's em Setembro!


E aqui estamos nós com mais uma notícia. Nem tão recente, mas mesmo assim...

Foi anunciado a um tempo atrás o novo Ace Attorney 6, aqui chamado de Spirit of Justice, que se passa no reino de Kur'ain, onde segundo as leis locais, não existem advogados de defesa. Assistam o trailer para ter uma idéia, cliquando Aqui.

Novas noticias assim que eu souber. Provavelmente eu vou ter dinheiro para comprar o jogo (Eu espero. REZEM POR ISSO!) E dar minhas opniões. Até logo!


Pequenos avisos.

Olá! Faz bastante tempo desde a ultima postagem...
Eu realmente pensei de novo em fechar o blog, vocês não tem idéia.
Eu sentei, e comecei a jogar e jogar, sem nem pensar direito no que fazer com o blog.
Mas eu pensei, e tipo...por que caraios parar?

Vamos á novidades:
Eu consegui um pequeno "acervo" de jogos, emprestados pelo meu irmão, que incluem:
-Uncharted: Drake's Fortune
-Batman: Arkham Asylum/Arkham City

São jogos já um pouco velhos? São.
Mas e quem não teve a chance de jogar ainda?
Uncharted: Drake's Fortune, por exemplo, está na coleção original de Uncharted pro PS3 (Que pretendo fazer um review dos três como uma coletânea só, já que eu já zerei todos.)
A série Arkham (Com exceção de Arkham Origins, que não pude por as mãos ainda) Será trazida de volta no dia 28 de julho, em Batman: Return to Arkham. Então, vai ajudar muita gente a se decidir se devem ou não comprar o jogo.

E o detonado de Pokémon yellow, ta saindo?
...Não. Desculpe por isso, mas pretendo continuar em breve, já que logo entrarei de férias. então terei muito tempo.
Bem, fiquem atentos para as próximas novidades!
Até breve!


Dicas Atômicas: O Mew Glitch.

Olá galera! Eu não vou poder mostrar para vocês como realizar o mew glitch passo a passo, por problemas pessoais, eu precisarei dar um tempo dos meus projetos, portanto, eu trago aqui para vocês um vídeo, legendado pela galera do Nerd, uai!, explicando direitinho como funciona o mew glitch, para vocês poderem fazer. Divirtam-se, treinadores!


Detonado 2.0: GBC/N64/Virtual Console 3DS: Pokémon Yellow(parte 1)

Olá galera! Aqui estou eu voltando a postar, com esse novo trabalho que pretendo começar com vocês, Pokémon Yellow. O detonado antigo eu até removi do site, eu sei que acabei destruindo MUITA história do blog ao deletar aquela página, mas... vamos em frente, certo? Certo. Eu irei fazer um detonado novo, bom conteúdo, fotos para ajudar na orientação, etc, visto que nosso antigo detonado era apenas uma muralha de texto que até servia, mas precisava decifrar o que fazer. Bem, sem mais delongas, vamos começar nossa jornada.
E só pra imitar o original...

Isso mesmo, pokémon Yellow.


Antes de mais nada, quero avisar também que eu vou dividir esse detonado em partes, cobrindo 2 em 2 insignias, e parando aí, se não, demoraria MUITO para sair o detonado inteiro.

A espera valeu a pena também, pois eu realmente enchi este detonado de prints e como fazer x coisa passo a passo, e com os sprites dos pokémon tirados da Bulbapédia e Serebii. com os prints de minha autoria! Aproveitem, Treinadores! 

E aqui começamos nossa jornada.Bonitinho, não?
Bem, começamos nossa jornada. Logo acima há um Super Nintendo. Nada demais.
Não há absolutamente nada a fazer no quarto, a não ser pegar uma potion no computador, pode ser útil no começo do jogo.

Pronto, uma Potion. Nunca se sabe né, vai que você precisa.
Não há mais nada a se fazer nesta sala, então agora vamos ao andar de baixo...
Sua mãe falará algo sobre como Prof. Carvalho gostaria de lhe ver.
Nada para se fazer aqui, mas se quiser por curiosidade dar uma olhada no laboratório antes de ir, se você estiver jogando a primeira vez, provavelmente vai encontrar uma pequena surpresinha na mesa onde você normalmente escolhe seu pokémon inicial...
Vejam só. Há apenas uma poké-bola na mesa. Estranho, não?
Diferente do anime, desta vez, Gary vai com você ao laboratório para escolher um pokémon. 
Lembrando que Bulbassauro, Charmander e Squirtle já haviam sido pegos no anime, claro...
Sem mais nada a fazer, siga para a saída da cidade, como sempre.
Eis que de repente, Prof. Carvalho aparece! (Oh, mesmo?)
Quando ele vai lhe avisar que é perigoso andar por aí sem um pokémon, um Pikachu lvl 5 ataca o grupo! Carvalho imediatamente captura o Pikachu, e então lhe alerta sobre os perigos de sair sem um pokémon por aí!

Caralho, mas que cara azarado hein! Avisa que pokémon podem atacar e é atacado.
Então, o prof te leva de volta para o laboratório, e avisa para você pegar a poké-bola que está naquela mesa.
Quando você vai pegar, Gary do nada fica puto da vida, e te empurra, roubando o pokémon que seria seu.

VAI TOMAR NO SEU CU, LADRÃO DE POKÉMON
*Insira seu madruga voz "ladrão" here*
Ou abra isto para efeito cômico: https://youtu.be/PxEys4M40qQ?t=5s
Bem...fazer o quê.
Nisto, Prof. Carvalho, sem ter nada para fazer, te chama e te entrega o Pikachu que foi capturado antes. Então, Gary fica se gabando sobre como o pokémon dele deve ser bem mais forte que o seu.
Sem ligar para isto, comece a ir embora e...Não, espere...tem algo errado...

Vejamos o estado desse Pikachu antes de mais nada, sim?

Pikachu.
Level 5.
Thundershock.
Growl.

Gary te chama, falando que quer ver quem tem o melhor pokémon, e então vocês vão para o combate.
Ficou bem mais bonito em relação ao Red, Blue e Green, certo?
Lá vamos nós:
Gary, batalha inicial.


Eevee.
Lvl 5.
Tackle.
Tail Whip.
Você não tem o que fazer mesmo né, o jeito é meter o Thundershock e seja o que Arceus quiser.
Caso você esteja perdendo, pode usar a Potion.

Derrotando Gary ou perdendo para ele, Gary vai embora de qualquer forma. Falando que vai "cheirar você depois", ele se manda, indo em direção á sua jornada.

O Eevee do Gary evolui para diferentes estágios conforme você ganha ou perde:



Vaporeon, caso você perca os dois combates contra ele, ou perca o primeiro combate e simplesmente ignore o segundo na Rota 22. O jogo facilita para você, tornando-o vulnerável aos ataques do Pikachu.

 Jolteon, caso você ganhe os dois combates, no lab. e na Rota 22, o jogo dificulta contra o Pikachu.



Flareon, caso você ganhe um combate e perca o outro, o jogo bota no meio termo e evoluir o Eevee para Flareon.



Se manda mesmo, vacilão.
Em seguida, Prof.Carvalho vai falar alguma coisa sobre batalhar, se fortalecer e se tornar um grande treinador pokémon, e então, você está livre para se mandar.
Em seguida, siga para cima, para irmos até Viridian City.
No caminho para Viridian City, rota 1, você encontrará dois tipos de Pokémon: Ratattas e Pidgeys, em levels que vão desde o lvl 2 até o lvl 7. Se quiser, treine um pouco aqui.
Antes de avançar na história, aqui vai uma pequena dica:
Siga á esquerda assim que chegar na cidade, em direção á liga pokémon, e siga para cima assim que chegar nesta área:


Agora, basta seguir direto nessa estradinha para alcançar uma plantinha:

Agora, basta você apertar o A, e a mágica acontece!


Aproveite mais uma poção grátis!

 Em Viridian, você vai notar principalmente duas coisas:
1-Tem um tiozão bloqueando a próxima passagem.
Nem pensem em falar "Perai ô, ta bloqueando nada não!"
Ao tentar passar, o tiozão vai falar que aquilo é propriedade privada e que você não poderá passar
(mesmo que na história original, o tiozão esteja na verdade de ressaca).

2-Você ao entrar no mercado, não vai conseguir comprar pokébolas. Imediatamente vão te chamar no balcão.

Sim, claro, o cara poderia estar vindo para a liga pokémon, mas faz sentido ele estar vindo de Pallet...certo?
Ele vai te chamar, e pedir para você entregar algo para o Prof. Carvalho. Bem, você não pode avançar mesmo, por que não, hein?

Beleza, pegamos um pacote para o Professor! Mas...o que ele pediu?
Caso queira, você pode comprar algumas poções, mas não poderá pegar nenhum pokémon, já que ele não venderá pokébolas agora.
Se você quiser, poderá seguir pela esquerda, em direção á Indigo Plateau (Se lê "Platô", só avisando), você poderá enfrentar Gary. Ele estará com 2 pokémon,e a batalha é inteiramente opcional. É uma boa forma de treinamento para deixar o Pikachu forte já para enfrentar Misty, mas vamos nos focar em Brock primeiro, certo?
Mas por hora...
Gary aparecerá, falando como você provavelmente não tem nenhuma insígnia, e dirá que o guarda não vai lhe deixar passar, ou seja, você não está pronto para a liga pokémon.
Ow cuzão, deixa eu fazer o que eu quero pô >3>
Muito bem, vamos á estratégia de combate:


Gary(Ou Blue, tanto faz), 0 badges.
Ele usará a seguinte equipe:
Spearow.
Lv. 9.
Peck
Growl
Leer
Eevee.
Lv. 8.
Tackle
Sand Attack
Tail Whip


  Para Eevee, uma boa estratégia é só meter o Thundershock. Não tem muito o que se fazer mesmo..
Para Spearow,  o Thundershock pode acabar a batalha rápido.




Após o combate, ele falará sobre como você "deu sorte", e comenta sobre como a liga pokémon tem vários treinadores poderosos, e ele tem que pensar em como superar cada um deles.



Agora que já analizamos(e derrotamos/fomos derrotados por)  seu rival, vamos seguir em frente.
Volte direto para Pallet Town, e entregue a Oak's Parcel para o Prof, e então, após você descobrir que aquilo era apenas uma Poké-bola Customizada, Gary aparece, falando que o Prof. havia o chamado por algum motivo.

Então, o Prof. vai começar a falar sobre como ele tinha o sonho de catalogar Pokémon pelo mundo, mas ele estava muito velho. Então, ele pega dois aparatos que estavam em uma mesa próxima e dá um para você e um para seu rival.

AEHO, POKÉDEX! Reparem que apesar de eu receber a Pokédex, tem mais 2 ali na mesa. Foda hein.
Ele fala sobre como "Catalogar cada pokémon no mundo era sonho", e então pede para você ir e buscar capturar e catalogar todos os pokémon do mundo.
Fun fact: Se você tiver enfrentado Gary na rota 22 e voltar aqui imediatamente depois, sem ter capturado nenhum pokémon, você ganha 5 poké-bolas grátis do Prof.

Para novos players:

Para quem não sabe, a Pokédex é mais que um aparato que mantém dados de todos os Pokémon do jogo.

A pokédex guarda cada pokémon que você viu, seja selvagem, ou em batalhas. Os pokémon capturados são marcados com uma pequena poké-bola, e os pokémon somente vistos não tem essa Poké-bola.
A Gen 1 conta com 151 pokémon, com o primeiro sendo Bulbasaur, o 150 sendo Mewtwo, e o 151 sendo o próprio Mew.
Nós temos os seguintes icones na pokédex:

Data:
É para cá que você vai sempre que captura um novo pokémon. Notou como parece que você está mexendo em uma espécie de caderno? Aqui você sabe o peso, altura, nome, tipo, e número de Pokédex do pokémon capturado, além de uma ou duas páginas sobre os hábitos de tal pokémon na natureza, além de ter uma pequena foto de como ele apareceria caso você o enfrentasse.

Cry:
Ele reproduz o som que o pokémon faz quando é encontrado na natureza.

Area:
Essa é a parte mais importante para todo jogador. É aqui que você vai saber em que áreas de Kanto algum pokémon pode ser encontrado.
Aqui, você vai ter o mapa da região em que você está (Nesse caso, Kanto, mas varia conforme as gerações), mostrando cada cidade e ponto de interesse da região. Mesmo apenas olhando um pokémon, este lugar é acessível, aqui você pode descobrir onde você pode procurar para poder capturar algum pokémon, se ele puder ser encontrado nessa versão.
Caso tal pokémon só seja capturado por troca de NPC, ou não esteja disponível nessa versão...


Você vai receber esta mensagem. Aí, você terá que buscar trocar o pokémon (É possível por emulador também, mas não ensinarei como fazer por hora).

Prnt: Print. Imprimir. Com a Gameboy Printer, você poderia imprimir a imagem de alguns pokémon. Se você tiver a chance de estar jogando em um game boy original, você também pode imprimir seu diploma em Pokémon Yellow, Gold, Silver e Crystal, quando (ou caso) você capturar todos os 151/251 pokémon.
Quit: Justamente isso. Quit. Sair. Você retornar pro menu de pause.

Muito bem, vamos começar nossa jornada de verdade!
Retornando a Viridian City, nós precisamos atingir 2 objetivos principais:
1-Capturar um Caterpie
2-Evoluir este Caterpie até virar um Butterfree.
Por que? Seguir a história do anime? Não.
Butterfree no lvl 10 evolui aprendendo Confusão, o que é bom para poder causar dano comum nos pokémon de Pedra do Brock. Acha que como no anime, você consegue atacar o Brock normalmente? Não. Golpes elétricos continuam nulos contra pokémon pedra.
Voltando até aquele senhor, ele falará sobre como ele estava rude por causa que não tomou seu café, e vai pedir desculpa por isso.
Em seguida, ele fala que como pedido de desculpas, ele gostaria de te ensinar a capturar pokémon.

Aliás, se você seguir pela direita antes de falar com o velho, ou até depois, você verá o "primeiro" ginásio.

Esse na verdade é o oitavo ginásio, que você só vai poder enfrentar MUITO mais na frente no jogo. Se você tentar entrar, ele vai estar trancado. E se você se teleportar aí dentro por causa de algum hack, pokémon lvl 60 vão destroçar seu Pikachu no lvl....8? 10?
Enfim, o veiote em seguite vai tentar te ensinar a capturar um pokémon, mas ao invés de R/B/FR/LF, ele não vai conseguir.
VAI QUE É SUA TAFARÉÉU
Em seguida, ele comenta sobre como ele "deve ter perdido o jeito", e que fala sobre como ele "ficou sem Poké-bolas". Legal né, tentar capturar um Rattata lvl 5 com uma poké-bola só.
Bem, fazer o que né? Vamos seguir em frente, em direção á Viridian Forest!


Ahh, Viridian Forest. Eu tenho nostalgia neste lugar, eu cheguei a entrar aqui em Pokémon Red, em um GBA. Muito bem, vamos seguir em frente.
Aqui na Viridian Forest você vai encontrar pokémon do lvl 3 até o lvl 10.
Nós não temos muita variedade, então você só vai encontrar Caterpie, Pidgey e Pidgeotto, como foi o caso de Ash que capturou um Pidgeotto na própria viridian forest. Eu recomendo que você capture um Pidgeotto, ele vai ser útil no quarto ginásio, embora Pidgeottos são meio raros na floresta.
Os Weedles foram completamente removidos, notou?
Muito bem, eu irei ajudá-los a conseguir uma poké-bola grátis, e duas poções.
Primeiramente, siga um pouco mais acima pela esquerda.
Por aqui você vai conseguir a poké-bola,  Siga mais acima até chegar em uma placa,  você vai ver também uma poké-bola lá em cima, mas ignore ela por agora.

Siga pela esquerda e pegue o caminho esquerda-cima que aparecer para conseguir sua poké-bola!

Viu só? Ali está. Basta se aproximar e apertar o A que você estará mais munido para capturar pokémon!
Agora, tente capturar um pidgeotto, e no meio das tentativas, procure e capture um Caterpie na floresta.
No lvl 5 é uma boa idéia. Por que capturar um Caterpie, e não pegar logo um Metapod?
Evoluir um Caterpie diretamente não só enche mais usa pokédex  (Afinal, você ganha um diploma bacana depois.) , como também ajuda, Metapods podem ganhar suas próprias batalhas.
Pidgeys evoluem para Pidgeottos no lvl 16, e para Pidgeots no lvl 36. Vão ser uteis para o combate no quarto ginásio, especializado em tipo planta, e no quinto ginásio, especializado em tipo veneno, porém utilizando pokémon insetos. Deve se evitar AO MÁXIMO utilizar eles nos primeiros e terceiros ginásios, além do oitavo, por conterem pokémon de pedra ou elétricos.
Caterpies evoluem para Metapods no lvl 7, e para Butterfrees no lvl 10. Se quiser você pode deixá-lo na equipe, mas eu recomendo preparar uma equipe á sua escolha assim que passar deste ginásio.

Se quiser dar um bom treino ao Caterpie, e qualquer pokémon em geral, compre itens de cura e vá enfrentar treinadores. Um pokémon lvl 30 de treinador da mais XP que um pokémon lvl 30 selvagem. Se você botar o caterpie para treinar com todos os treinadores, você provavelmente vai chegar no lvl 10 antes de enfrentar Brock, se não, só treinar no matinho antes da cidade de Pewter.
Siga para o fim da floresta, enfrentando todos os treinadores que puder, e eventualmente, você vai chegar na cidade do seu primeiro desafio como treinador pokémon!

Uma boa idéia é sua equipe estar assim para enfrentar Brock:

Butterfree aprende confusão na hora que evolui.Agora você pode ir enfrentar o Brock que você está pronto!
Entre no ginásio, derrote o garoto lá perto, e então encare brock!
Reuna sua coragem e vamos lá!

Brock, primeira insignia.

A equipe dele consiste em:




Para ambos os pokémon, o jeito é usar Butterfree. Rapidamente, com confusion, os pokémon dele caem e você é presenteado com a Boulder Badge!
Geodude.
Lvl 10.
Tackle.

Onix.
Lvl 12.
Tackle.
Screech.
Bind.
Bide.








Muito bem, 1 já foi, faltam 7!
Agora que você tem uma insígnia, poderá utilizar a HM flash, e o attack base de seus pokémon aumentam um pouco!

Nossa próxima parada é o Mt. moon! Lá, nós entraremos na estrada que nos levará para Cerulean City, e em Cerulean City também receberemos 2 dos 3 starters, Bulbasauro logo na entrada da cidade, e Charmander um pouco depois da nugget bridge.

Sigamos em frente, por onde antes estavamos sendo "barrados", lá, encontraremos a Rota 3, no mato podemos achar Spearow, e Sandshrew, em leveis variando de 9 até 12.
Recomendo capturarem Sandshrew para utilizá-lo no terceiro ginásio, em Vermilion City.
Jigglypuff originalmente ficava aqui, porém nesta versão, o editaram para aparecer ao sul de Cerulean, á oeste de Lavender, ao norte de Vermilion, e á leste de Celadon:


Muito bem, em seguida, entre na Mt. Moon, não tem como errar a posição, fica bem ao lado do centro pokémon no final da rota 3.
Para aqueles que só querem passar logo o jogo, eu vou ensinar como sair rapidamente:
Aliás, no Mt. moon, você encontrará Clefairy, Geodude, Paras,Zubat, e Sandshrew. todos por volta do lvl 10.
Muito bem, bem-vindo ao Mt. Moon!
Daqui, siga diretamente acima, até achar uma placa, Fique atrás dela.


Está vendo a rocha na vertical, que vira a esquina? Siga ao lado dela direto, até você chegar ao fim dela:

Pare exatamente nesse ponto. Siga um passo á direita e siga diretamente para cima, você verá uma treinadora logo. Passe por trás dela.

Siga direto á esquerda usando a rocha abaixo de você como referência até você ver uma escada.


Siga para baixo, contornando a escada.


Siga para esquerda até você ser "bloqueado" por um pedaço de rocha:


Dê dois passos para cima, um para a esquerda, e siga direto para cima até você ver uma escada:


Entre naquela escada e não tem erro, siga por onde você puder passar que você eventualmente encontrará a escolha do fóssil de Omanyte (helix fossil) ou Kabuto (dome fossil)

Pra vocês que sentiram falta da escolha de um pokémon inicial, aqui está a escolha de vocês!
Escolham sabiamente, pensando nas suas jogadas, se realmente vão servir. Não se preocupem em lutar com esses fósseis, na verdade, pois vocês só poderão usar eles por volta da sexta insígnia.
Dependendo de quem você escolher, vá em direção á saída, mas você será parado imediatamente pela...Equipe Rocket!

Muito bem...Preparem-se para lutar, lutar, lutar!
Muito bem, vamos lá...

Jesse e James.
Mt. Moon.
Esta equipe consiste de:

Meowth.
Level 14.
Scratch.
Growl.
Bite.

A estratégia aqui pra mim foi bem simples. Meu Pikachu já estava level 16.
Meti Thunderbolt neles e nem me preocupei.
Ekans.
Level 14.
Wrap.
Leer.
Poison Sting.
Koffing.
Level 14.
Tackle.
Smog.












Agora que já passamos disso, vamos em frente! 

Gudibái.
Desça as escadas e siga pelo buraco, e você estará fora do Mt. Moon!
Bem vindo á Rota 4!
Perto de Cerulean, você encontrará um matinho com Sandshrew e Fearow por volta do lvl 10.
Não se preocupem, nós iremos enfrentá-los de novo...Eles voltarão....

Eles sempre voltam...
Muito bem, seguiremos em frente! Pule alguns barrancos e logo chegaremos em Cerulean!


Ahh...Cerulean. Lar da sua segunda insígnia, do Bulbassauro, a Nugget Bridge, Charmander, e o garoto do Slowpoke que vamos precisar para o Mew Glitch.
Muito bem, vamos lá. 
Corte o lero-lero, vá no pokémart e compre 10 potions.
Vá no Ginásio e derrote os dois treinadores lá, usando o Pikachu. Em seguida, retorne ao centro pokémon, e vamos enfrentar misty.

É hora do show, PORRA.
Muito bem, vamos nessa. Essa será interessante.

Misty, Segunda insignia.
Essa é a estratégia para ela:
O único pokémon que lhe ajudará aqui, sem dúvidas, é o Pikachu. Use-o sem dó em Staryu, mas assim que alcançar Starmie, utilize a estratégia mais sem piedade de um treinador pokémon: Mande pokémon suicidas para poder curar seu pokémon "carro-chefe", e meta Thunderbolt nos dois até eles caírem. Ao fim do combate, a insígnia é sua. 

Starmie.
Level 21.
Tackle.
Harden.
Water Gun.
Bubblebeam.
Staryu.
Level 18.
Tackle.
Water Gun.











Meus parabéns! Você acaba de derrotar Misty!

Muito bem! Você acaba de conseguir mais uma! Só faltam mais 6 e iremos meter pau na liga pokémon!
Muito bem, a primeira parte acabou. Desculpe-me pela demora, foi muita falta de compromisso minha para com vocês, eu realmente deixei de lado o detonado. Mas agora, está tudo certo, eu pretendo preparar logo a próxima parte! Provavelmente, será dividido em dez partes, mais ou menos, então...Até a próxima, Treinadores!